Casa Aresta

CONSTRUÍDO

BRASÍLIA-DF, 2017

Projeto Indicado para o prêmio MCHAP  “Mies Crown Hall Americas Prize”, promovido pelo IIT – Illinois Institute of Technology – Chicago, 2017-2018

O terreno encontra-se em uma área residencial distante do centro de Brasília. A vista oeste para o vale com vegetação nativa, exposta diretamente ao sol da tarde, foi preservada em razão da diferença entre o grande declive do terreno frontal e o acentuado aclive do terreno da casa. O desejo de manter a vista livre e maximizar o uso da iluminação e ventilação naturais aliados à proteção solar direcionaram o desenho da casa.

A ideia fundamental foi utilizar a forma da casa como barreira para a insolação, dispensando a utilização de elementos extras de proteção. O objetivo era manter a vista permanentemente desobstruída e protegida da insolação vespertina direta, utilizando como recurso os próprios elementos básicos da construção: paredes, pisos e coberturas.

A forma da fachada frontal é resultado do avanço dos andares uns sobre os outros e sua inclinação foi definida segundo a posição aproximada do sol às 16h nos meses mais quentes do ano. Esse artifício aliado ao recuo das esquadrias resulta em grandes beirais que mantêm os interiores protegidos durante o período mais quente do dia.

Autores: Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco
Colaboração: Victor Machado e Marina Lira
Projeto:2013
Construção: 2014-2017
Área: 290m2
Estruturas: André Torres
Instalações: Victor Silvério
Construção: Gilmar Guimarães
Fotos: Haruo Mikami

Foto Casa Aresta 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Foto Casa Aresta

 

Casa Aresta

CONSTRUÍDO

BRASÍLIA-DF, 2017

Projeto Indicado para o prêmio MCHAP  “Mies Crown Hall Americas Prize”, promovido pelo IIT – Illinois Institute of Technology – Chicago, 2017-2018

O terreno encontra-se em uma área residencial distante do centro de Brasília. A vista oeste para o vale com vegetação nativa, exposta diretamente ao sol da tarde, foi preservada em razão da diferença entre o grande declive do terreno frontal e o acentuado aclive do terreno da casa. O desejo de manter a vista livre e maximizar o uso da iluminação e ventilação naturais aliados à proteção solar direcionaram o desenho da casa.

A ideia fundamental foi utilizar a forma da casa como barreira para a insolação, dispensando a utilização de elementos extras de proteção. O objetivo era manter a vista permanentemente desobstruída e protegida da insolação vespertina direta, utilizando como recurso os próprios elementos básicos da construção: paredes, pisos e coberturas.

A forma da fachada frontal é resultado do avanço dos andares uns sobre os outros e sua inclinação foi definida segundo a posição aproximada do sol às 16h nos meses mais quentes do ano. Esse artifício aliado ao recuo das esquadrias resulta em grandes beirais que mantêm os interiores protegidos durante o período mais quente do dia.

Autores: Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco
Colaboração: Victor Machado e Marina Lira
Projeto:2013
Construção: 2014-2017
Área: 290m2
Estruturas: André Torres
Instalações: Victor Silvério
Construção: Gilmar Guimarães
Fotos: Haruo Mikami

Seta