Casa Paineira

CONSTRUÍDO

BRASÍLIA, DF, 2015

Projeto Indicado para o prêmio MCHAP  “Mies Crown Hall Americas Prize”, promovido pelo IIT – Illinois Institute of Technology – Chicago, 2015-2016

Uma paineira com 15 metros de altura foi o ponto de partida para a criação de um eixo leste-oeste paralelo à rua que definiu a circulação principal da casa. Procuramos mediar a relação entre interior e exterior por meio de aberturas que revelam partes da paisagem ao longo do percurso.

Dividimos o programa em dois blocos: o social e de serviços à oeste e o das áreas íntimas à leste. Os blocos possuem dimensões similares e regulares em planta, porém uma sequência de pés-direitos diferentes insinua o uso de cada espaço. O volume externo é um reflexo direto destas operações. O jogo de alturas e pés-direitos variados que sugerem o uso e importância de cada ambiente fazem referência à Müller House de Adolf Loos.

Todas as superfícies externas possuem a mesma cor, porém uma variação mais clara foi aplicada nos tetos e paredes internas. A intenção de reforçar a unidade visual entre as superfícies também se aplica aos pisos da casa com a utilização de apenas dois acabamentos distintos.

Autores: Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco
Coautor: Rodrigo Scheel (arquitetura)
Colaboradores: Victor Machado, Tatiana Lopes e Guilherme Mahana
Superfície Construída: 390m2
Projeto: 2013
Construção: 2013-2015
Fotos: Haruo Mikami

Foto Casa Paineira

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

Foto Casa Paineira

 

 

Casa Paineira

CONSTRUÍDO

BRASÍLIA, DF, 2015

Projeto Indicado para o prêmio MCHAP  “Mies Crown Hall Americas Prize”, promovido pelo IIT – Illinois Institute of Technology – Chicago, 2015-2016

Uma paineira com 15 metros de altura foi o ponto de partida para a criação de um eixo leste-oeste paralelo à rua que definiu a circulação principal da casa. Procuramos mediar a relação entre interior e exterior por meio de aberturas que revelam partes da paisagem ao longo do percurso.

Dividimos o programa em dois blocos: o social e de serviços à oeste e o das áreas íntimas à leste. Os blocos possuem dimensões similares e regulares em planta, porém uma sequência de pés-direitos diferentes insinua o uso de cada espaço. O volume externo é um reflexo direto destas operações. O jogo de alturas e pés-direitos variados que sugerem o uso e importância de cada ambiente fazem referência à Müller House de Adolf Loos.

Todas as superfícies externas possuem a mesma cor, porém uma variação mais clara foi aplicada nos tetos e paredes internas. A intenção de reforçar a unidade visual entre as superfícies também se aplica aos pisos da casa com a utilização de apenas dois acabamentos distintos.

Autores: Daniel Mangabeira, Henrique Coutinho e Matheus Seco
Coautor: Rodrigo Scheel (arquitetura)
Colaboradores: Victor Machado, Tatiana Lopes e Guilherme Mahana
Superfície Construída: 390m2
Projeto: 2013
Construção: 2013-2015
Fotos: Haruo Mikami

Seta